2 de junho de 2011

Entrevista com Rosane Fantin


Boa noite Gente, 

É com muito felicidade que vou postar hoje no blog, uma entrevista com a autora do Rosane Fantin.
Já teve postagem do livro da Rosene aqui no blog. 



1 - Quando você começou a escrever Romances?
Há cerca de 5 anos fiquei sabendo o que era uma fanfic através de uma comunidade do Orkut. Fiz a mim mesma o desafio de escrever algo melhor do que o que tinha lido em uma comunidade. A partir dali comecei a escrever sem parar. Tornou-se um vício e uma terapia contra a rotina. No início eram apenas fanfics curtas. Com o tempo fui aprimorando e ampliando as histórias. Até agora já escrevi mais de 15 histórias menores e pelo menos 7 romances, sendo que dois deles estão publicados.

2 - Tem algum gênero que você gostaria de escrever mas que ainda não teve a oportunidade?
Tenho  planos de escrever um romance histórico, baseado em fatos reais. É um sonho antigo que pretendo desenvolver um dia. Já tenho pilhas de material e livros de pesquisa para desenvolvê-lo. O que falta é tempo.

3 - Qual do seus livros você mais gostou de escrever? 
Erik, sem dúvida.

4 - Tem algum personagem dos seus livros que é seu favorito?
Além do Erik, que é uma personagem forte e cheia de nuances, tem o Daren, de "Um Amor no Deserto", livro que pretendo lançar em breve. O Daren é descendente de Tuaregs. Através dele conheci esse mundo fantástico das tribos nômades do deserto do Saara.

5 - O que você usa de inspiração  para seus livros?
No início, quando eram apenas fanfics, a minha fonte de inspiração vinha de um ator de cinema. Agora, em geral, minha inspiração vem de fatos que acontecem comigo ou que tomo conhecimento na mídia.

6 - Seus personagens, como você cria eles, primeiro vem a história e depois os personagens ou vice e versa?
Geralmente a história vem antes, muitas vezes com início, meio e fim. Quando começo a escrever as personagens vão tomando corpo e acabam assumindo as rédeas do romance. Nem sempre ele fica como imaginei originalmente. 

7 - Você tem romances que se passam aqui no Brasil, na Bolívia e na França.Tem algum lugar do mundo que você gostaria de escrever uma história de amor?
Acho que uma boa história de amor independe do local onde ela se passa, pois o amor é universal. Apesar de estar preferindo localizá-las no Brasil, a minha última acabou ficando na Bolívia, simplesmente porque, quando pesquisei o tema escolhido, esse país tornou-se mais adequado para o desenvolvimento da história.

8 - Para você o que um bom livro tem que ter?
Romance, sempre, mas com pitadas de ação, suspense e aventura. O essencial é ter uma boa história contada de uma maneira que prenda a atenção do leitor.

9 - O que faz de um livro ou um personagem um sucesso?
Quando eu souber essa fórmula, vou poder viver apenas de meus livros...rsrsrs

10 - Quando seus livros estavam prontos, como foi encontrar uma editora para publica-los?
Atualmente há uma grande facilidade de se publicar, independente de editoras. É o caso do Clube de Autores que permite que qualquer pessoa publique suas obras. Tem algumas desvantagens, mas no geral funciona bem.

11 - Você acha que há muito preconceito com os livros nacionais?
Graças a pessoas como tu, este preconceito vem caindo  rapidamente.

12 - Conte um pouquinho de você:
Sou médica-pediatra, casada, três filhos, adoro cozinhar, ler e escrever, viajar(muito!) e ir ao cinema. Atualmente meu lazer anda um pouco prejudicado pela correria do dia-a-dia entre o trabalho e a vida doméstica, mas sempre consigo um tempinho para escrever. Viajar fica para as férias.

13 -O que você diria para as pessoas que já leram os seus livros, e para os que ainda não leram?
Para os que já leram e gostaram, recomendem aos outros. Para os que ainda não leram: por que não?

14 - Qual a sua dica para quem tem vontade de escrever um livro e não sabe por onde começar?
Se existe a vontade, já é meio caminho andado. Depois é escolher um tema, montar uma história e por mãos à obra.

Ping Pong

Um Lugar: Paris
Uma Música: Me Chama - Lobão
Um Livro: O Físico,  de Noah Gordon
Um Autor: Érico Veríssimo
Uma Lembrança boa: "O Fantasma da Ópera" em Londres.
Uma Frase: "A vida começa todos os dias..." - Érico Veríssimo
Porque ser escritora? 
Por que é maravilhoso ter o poder de dar vida à imaginação nas páginas de um livro.


Quer conhecer mais sobre a Autora, clique AQUI e confira.
Gostaria de agradecer a Rosane, pelo tempo depositado nesta entrevista. E pela atenção com o Blog.
Rose, você é uma pessoa muito especial, saiba que você tem espaço garantido aqui no blog sempre que você quiser.
Beijos Enormes.

3 comentários:

Pah disse...

Oi Bri
Parabéns pela entrevista!
Seu blog sempre interagindo com os autores! Isso mesmo!
Menina fiquei curiosa sobre a autora, vou dar uma olhada no blog dela e também no seu post do livro Erik, não me lembro dele!
Ah e apoio totalmente um romance histórico, pensa que tudo, vou adorar lê-lo!

Beijokas

Livros & Fuxicos

jenniferdlegal disse...

Parabens pela entrevista adorei!

@Jennifer13d

Léia Possato disse...

Sensacional a entrevista e garanto quem conheçer a Rosane e seu blog ñ se arrependerá pelo contrário se questionará pq ñ conheçi antes.

Parabéns pela entrevista e pela oportunidade!

* * *Beijiskiss* * *

Postar um comentário

Poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...