8 de janeiro de 2011

Há Dois Mil Anos

O que posse falar deste livro... fiz duas tentativas de ler este livro, na primeira não consegui ir adiante, pois o vocabulário dos personagens é bem complicado. Meses depois quando me convenci que ia chegar até o fim o livro, não me arrependi. Este livro está sem dúvida é o meu livro favorito.
O livro conta a história de uma das encarnações do Espírito de Emmanuel psicografado por Chico Xavier.
Nele somos apresentados ao Senador  Publius Lentulus, logo de cara no começo Publius tem o filho sequestrado, ele também tem uma filha pequena, Flávia que sofre de lepra. No decorrer da história Lívia esposa de Publius fica sabendo de um homem que diz ser o filho de Deus filho este que tem o dom de curar as pessoas, fazer os cegos ver e os aleijados andar. Orgulhoso como todo Senador e tendentor de poder, Publius se nega a ir pedir pela cura de sua filha. Em uma tarde quando ele fica sabendo que o nazareno encontra-se na cidade ele vai atrás de Jesus para checar se esta história é verdadeira. No porto da cidade  Cafarnaum Públius tem seu encontro com Jesus, (emocionante, mesmo) Publius não consegue olhar nos olhos de Jesus devido ao seu orgulho, mais é "forçado" a se ajoelhar na presença do Mestre.Ao retornar à sua casa, viu que sua filha tinha sido curada. Lívia disse ao marido que, em determinado momento, a pequena Flávia sentiu o contato de mãos carinhosas em sua fronte e, em seguida, sentou-se em seu leito, com uma nova energia circulando em seu organismo. Embora Publius se negesse em  acreditar que a melhora na saúde de sua filha seja um milagre, Lívia mãe como é começa a seguir Jesus e ir na doutrinas que Jesus pregava ao ar livre junto com sua empregada chamada Ana. Chega aos houvidos de Publius que sua esposa possa estar tendo um caso com Pôncio Pilatos. No dia em que Jesus foi traído por seu discípulo, e torturado. Lívia foi pedir a Pôncio Pilatos que absouvesse Jesus, pois era é inocente. Publius vê Lívia sair do Escritório de Pôncio Pilatos, assim acreditando que sua esposa tinha um caso amoroso. Quando o mesmo chega em casa, Publius manda sua esposa dormir com os empregados, e diz que ela não é mais sua esposa. Que só ficara em sua casa para cuidar de sua filha e "abafar" os boatos. Com a morte de Jesus os cristãos começam a ser persguidos, e as doutrinas começam a ser pregadas as escondidas. Em uma dessas doutrinas Lívia é pega junto com sua empregada e amiga Ana, e elas são levadas para ser jogadas aos leões. Na noite anterios Publius recebe a visita de seu melhor amigo, desencarnado a muito tempo, neste encontro Publius descobre que sua esposa nunca o traiu, sempre foi fiel ao marido. Então Publius decide pedir perdão a Lívia no dia seguinte quando o mesmo vai ser promovido dando de presente a coroa de louros recebina na cerimônia. No corredor do estádio Lívia pede para que Ana troque de roupa com ela, pois ela não quer levar nada de luxo desta vida. A única coisa com que Lívia fica é um colar de pedras, delicadas que foi um presente de Publius. Quando as duas trocam de roupa um guarda chega e confunde Ana com alguém da realeza. Ana é levada embora e Lívia entra na arena com os demais seguidores de Jesus. Ajoelhada na arena esperando pelo desencarne, Lívia vê Publius em seu camarote. E esta é sua última visão antes de ser atacada por um leão. Ao chegar em casa Ana conta o ocorrido a Publius, ele fica transtornado vai até o Estadio e pede para que um gruarda procura por um colar em especial. Ao caminhar pela arena ele encontra o colar de Lívia. E ai o calvário de Publius começa. E Publius também começa a entender o que Jesus queria dizer a ele naquele encontro no Porto da cidade. Já passados muitos anos Publius é capturado e torturado por um Chefe da guarda, ele é amarrado a uma pilastra, neste momento entra o filho de Publius, que ele na mesma hora reconhece. O chefe da guarda ordena então ao filho de Publius que ele cegue o Senador capturado. Publius morre tempos depois em sua casa em Pompéia soterrado por um terremoto devido a erupção de um vulcão.
Este livro é lindo. E quando chega ao final... eu chorei por ter acabdo o livro e pela história que é maravilhosa. É um livro que recomendo, mesmo para quem não acredita na Doutrina Espírita. Nele há demostrações de amor, humildade e fé.
Vale muito apena ler. Este livro tem uma continuação 50 Anos Depois, seria Publius encarnando novamente como Nestório um escravo, justamente o tipo de homem que o senador tanto prejudicou antes de perceber a verdade das palavras de Jesus.

2 comentários:

batistamartins2009 disse...

EU LI O LIVRO HÁ DOIS MIL ANOS.....É MARAVILHOSO É TUDO DE BOM, CONHECER PASSAGENS DE JESUS PELA TERRA. AMEI, CHOREI UMA HISTÓRIA VERDADEIRA DE AMOR E HUMILDADE.

Agatha disse...

Nossa eu li esse livro há algum tempo.. confesso que tinha me esquecido... Quase chorei lendo a resenha porque lembrei do livro todo ...

Postar um comentário

Poderá gostar também de:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...